Luana Fernandes Silva, Franciele do Amaral e Ivanuze Pimenta Barbosa - Foto: Secom/ES.
Educação

Escola de Colatina recebe “Prêmio Escola que Colabora”

Colatina em Ação – 05 de maio de 2022

Luana Fernandes Silva, Franciele do Amaral e Ivanuze Pimenta Barbosa – Foto: Secom/ES.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), entregou, na manhã desta terça-feira (03), o Prêmio Escola que Colabora, em solenidade realizada no Palácio Anchieta, em Vitória. A premiação tem o objetivo de reconhecer os bons resultados obtidos pelas unidades de ensino na alfabetização dos estudantes capixabas. 

O Prêmio Escola que Colabora é destinado às escolas públicas que tenham obtido os melhores resultados de aprendizagem, expressos pelo Índice de Resultado da Escola (IRE), calculado a partir do resultado do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (Paebes).

Ao todo, 50 unidades de ensino com os maiores IREs foram contempladas com o auxílio financeiro de R$ 70 mil e outras 50 escolas com os menores IREs também foram premiadas com o auxílio de R$ 50 mil.

A escola Professora Matilde Guerra Comerio, do bairro Santos Dumont, em Colatina, foi uma das premiadas. 

De acordo com a diretora da escola, Ivanuze Pimenta Barbosa, o prêmio é resultado do trabalho incansável das professoras alfabetizadoras Ana Lúcia Frederico, Claudia Maria Costa Viganô e Ilma Maria Costa Gonçalves durante a pandemia. 

Investimos em atividades que minimizaram os prejuízos pedagógicos causados pelo fechamento da escola durante o período da pandemia, investimos também na produção de textos, reescritas, vídeos onde os alunos liam para seus pais, aulas através do aplicativo “meet” para orientar os pais como acontece o processo de construção da escrita. A diretora também destacou ainda a participação das famílias nesse processo. 

Ivanuze informou que o prêmio será aplicado na aquisição de equipamentos tecnológicos para as salas de alfabetização, livros, jogos, readequação de um espaço para a contação e dramatização de histórias e material didático. “Vamos intensificar nossos projetos de leitura (que é marca registrado de nossa escola) e implantação de um projeto piloto que ainda não podemos divulgar” finalizou.

Leia também ….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *