Lastênio contraria população e sanciona lei que aumenta salários do prefeito, vice e vereadores - Foto: Reprodução
Cidades Política

Prefeito de Baixo Guandu contraria população e sanciona lei que aumenta salários do prefeito, vice e vereadores

Colatina em Ação – 12 de março de 2022

Lastênio contraria população e sanciona lei que aumenta salários do prefeito, vice e vereadores – Foto: Reprodução

O prefeito de Baixo Guandu, Lastênio Cardoso, sancionou o Projeto de Lei aprovado pela Câmara municipal, na última segunda-feira, que aumenta de forma absurda o salário do próprio prefeito, vice, secretários municipais e vereadores.

De acordo com o projeto, o salário do prefeito vai de R$ 12 mil para R$ 23 mil; do vice de R$ 4,8 mil para 12 mil; dos secretários municipais de R$ 4,8 mil para R$ 9 mil e dos vereadores, de R$ 4,8 mil para 7,5 mil. Todos estes aumentos já estão valendo, com exceção do salário dos vereadores, que só pode ser aplicado a partir de 2025, na próxima legislatura.

O aumento salarial absurdo praticado em Baixo Guandu foi notícia durante toda a semana nos órgãos de Imprensa do Espírito Santo, especialmente porque o prefeito da cidade passa a ganhar a melhor remuneração entre os 78 municípios capixabas. Apenas a título de comparação, o prefeito de Colatina ganha R$ 10,5 mensais. O de Baixo Guandu, mais do que o dobro deste valor a partir de agora.

No Projeto de Lei aprovado pela Câmara, a alegação é de que desde 2013 nem o prefeito, nem o vice, secretários municipais e vereadores tiveram aumento. É verdade, durante toda a gestão do ex-prefeito Neto Barros ( 2013/2020) os salários destes agentes públicos ficaram congelados. Passados 9 anos do último aumento a Câmara tentou corrigir os salários, só que errou na dose, aumentando os vencimentos de forma totalmente desproporcional.

Ao sancionar o Projeto de Lei aprovado pelos vereadores, o prefeito Lastênio Cardoso contraria muito a população de Baixo Guandu, que durante a semana usou as redes sociais para reclamar do aumento salarial abusivo. O prefeito guanduense tem agora um salário bem próximo do governador (que ganha R$ 25,5 mil), e maior do que os prefeitos de Vitória, Serra, Cariacica, Vila Velha, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Colatina, que são as maiores cidades do Estado.

Contrários

O PL dos salários aprovado pela Câmara teve o voto contrário apenas dos vereadores Sueli Alves Teodoro e Alderino Gonçalves. Dez vereadores votaram a favor e o presidente do Legislativo, Leandro da Kimacol, só vota em caso de empate, porém também é favorável ao aumento porque partiu dele o Projeto de Lei.

Durante toda esta semana havia a esperança de que o prefeito Lastênio vetaria o projeto, atendendo ao clamor popular claramente demonstrado nas redes sociais. Mas não adiantou nada: desde 1º de março o prefeito guanduense já está ganhando um salário de R$ 23 mil mensais.

Lei foi sancionada e publicada no Diário Oficial da Amunes na edição do dia 11 de março de 2022, em sua página 29.

Fonte: Jornal Folha 1

Leia também …..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.