ASG's da Educação estão sendo colocados para trabalhar nos Postos de Saúde em Colatina - Foto Reprodução
Educação Saúde

ASG’s da Educação estão sendo colocados para trabalhar nos Postos de Saúde em Colatina

Sindicato cobra e defende que sejam convocados os concursados que fizeram o Concurso Público e que estão aguardando a convocação.

Portal Colatina em Ação – 25/06/2020

ASG’s da Educação estão sendo colocados para trabalhar nos Postos de Saúde em Colatina – Foto Reprodução

A Secretária de Saúde e a Secretária de Educação estão transferindo os Auxiliares de Serviços Gerais da Educação para trabalhar nos Postos de Saúde sem direito à insalubridade.

A denúncia é do Sindicado do Servidores da Prefeitura de Colatina. Para o sindicato, “novamente a Administração toma uma decisão unilateral, arbitrária e sem conversar com a entidade representativa desses trabalhadores”.Leia também …..

Leia também ….

O SISPMC vê essa decisão do Município como irresponsável, visto que coloca os servidores para trabalhar na área Saúde sem insalubridade, principalmente durante uma pandemia, sem garantir nada para esses trabalhadores, inclusive condições de trabalho.

Equipamento de Proteção Individual (EPI)

Conforme o sindicato, os ASGs não tem quase nenhum EPI e que os EPIs usados nas escolas são escassos. Nos demais setores do Município em que é preciso ter álcool em gel, luvas e botas a situação afinal também está vergonhosa e com esses trabalhadores indo para os Postos de Saúde a realidade não será diferente.

O posicionamento da Diretoria do Sindicato é o de que esses trabalhadores notifiquem o Município dizendo que não concordam com a transferência da forma como está sendo feita e que exigem condições de trabalho; EPIs e o pagamento do adicional de insalubridade; visto que todos os trabalhadores lotados na Secretaria de Saúde e que estão na linha de frente do combate ao coronavírus tem direito à insalubridade.

Vale ressaltar ainda que desde o início de seus contratos, esses servidores estão desempenhando suas atividades; lavando banheiro e mexendo com coisas sujas e insalubres diariamente; e mesmo assim a Administração tem negado a insalubridade, que é um direito, e tem a coragem de negar novamente; conforme o Sispmc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *