Cidades

Com mais 2.023 indenizados, Baixo Guandu e Aimorés terão R$ 200 milhões injetados na economia até o dia 24

Portal Colatina em Ação – 16 de setembro de 2021

O Sistema Simplificado de Indenizações (Novel), que se transformou no mais eficiente meio de reparação aos atingidos pela tragédia da Samarco, garantiu que mais 2.023 pessoas/famílias das cidades de Baixo Guandu (ES) e Aimorés (MG) entrassem na lista dos beneficiados.

Programa de Proteção Social da Fundação Renova beneficiará famílias vulneráveis em Colatina

Entre a próxima terça-feira, dia 21 de setembro, até sexta-feira (24/09), estes mais de 2 mil beneficiados terão as indenizações depositadas em suas contas bancárias, no valor aproximado de R$ 200 milhões.

São 1.022 indenizados da cidade de Baixo Guandu e mais 1.001 de Aimorés, na mais extensa lista liberada pela Justiça Federal de uma única vez para estas duas cidades desde setembro do ano passado, quando começaram as indenizações do Novel determinadas pela Justiça Federal.

Propriedade em Cascatinha do Pancas, em Colatina, é selecionada em concurso da Fundação Renova

A estimativa dos R$ 200 milhões que serão injetados na economia de Guandu e Aimorés leva em conta o valor médio das indenizações. A grande maioria dos indenizados é de pescadores informais (R$ 94.585,00), mas há casos também de dois ou mais danos acumulados ou de valores inferiores ou superiores, sugerindo uma média próxima de R$ 100 mil por indenizado.

Movimento

Só para se ter uma ideia, R$ 200 milhões significam para Aimorés e Baixo Guandu todo o dinheiro arrecadado pelas Prefeituras locais durante um período superior a 12 meses.

Fundação Renova orienta advogados para facilitar acesso ao Sistema Indenizatório Simplificado

O comércio das duas cidades já se prepara para receber este grande volume de recursos, uma vez que é esperado um aumento significativo das vendas a partir da próxima semana. Não há como negar, quando sai as listas de homologação das indenizações, as vendas vão nas alturas assim que o dinheiro é depositado, explicou ontem um comerciante de Baixo Guandu, que atenta para o fato do grande valor liberado de uma única vez para as duas cidades.

Guandu e Aimorés são hoje quase uma cidade só, de tão próximas, e as indenizações beneficiam o comércio e o setor de serviços de maneira conjunta, explicou o comerciante. As CDL’s das duas cidades chegaram a divulgar, no início do mês, um manifesto de apoio ao sistema Novel de indenizações.

Desde que foi implantado, o Novel já garantiu indenizações a pouco mais de 40 mil pessoas/famílias ao longo da bacia do rio Doce, em valores próximos de R$ 4 bilhões. Hoje 34 localidades do ES e MG estão inseridas no sistema Novel, através de sentença da 12ª Vara da Justiça Federal.

Um ano de pagamento das indenizações

O Novel foi instituído por sentença da Justiça Federal, atendendo a uma petição das Comissões dos Atingidos das cidades de Baixo Guandu (ES) e Naque (MG), representadas pela advogada Richardeny Lemke Ott.

A sentença instituindo o Novel saiu em 1º de julho de 2020, sendo que em setembro do mesmo ano, foi realizado o primeiro pagamento Indenizatório. Passado 1 ano do primeiro pagamento, hoje já são 40 mil indenizados via Fundação Renova, com recursos aproximados de R$ 4 bilhões.

Fonte: Folha 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *