Projeto social ‘Pintar para dignificar’ em Colatina
Cidades Educação Política

‘Pintar para dignificar’ projeto social lançado pelo MPES em Colatina

Redação Colatina em Ação – 02/11/2019

‘Pintar para dignificar’ projeto social lançado pelo MPES em Colatina – Foto Reprodução

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da 11ª promotora de Justiça Cível de Colatina. Bruna Legora de Paula Fernandes, lançou na quarta-feira (30/10) o projeto social “Pintar para dignificar”, no bairro Barbados, no município. O objetivo é pintar as residências do projeto de regularização fundiária. Atendendo famílias que não possuem condições para executar o serviço, de modo a permitir qualidade de vida e respeito ao meio ambiente natural e urbano.

O dirigente do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do MPES (Caoa), promotor de Justiça Marcelo Lemos Vieira. O prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli, participaram do lançamento do projeto. A iniciativa começou no dia 19 de outubro e é realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Colatina. Os trabalhos de reboco e pintura são realizados por voluntários, o que não gerou custos para as famílias. O material para as obras foi doado por empresários da cidade.  

Equipamentos de lazer para as crianças

A promotora de Justiça Bruna Legora explicou que o projeto teve a adesão de outros setores da iniciativa privada. Como a empresa concessionária de energia Santa Maria, que já firmou parceria com o MPES para garantir uma reforma na instalação elétrica das casas. “Com o projeto , o bairro recebeu equipamentos de lazer para as crianças. As ruas foram limpas e passaram a ser melhor cuidadas pela comunidade, servindo a ação também para elevar a autoestima dos moradores”, ressaltou.

O dirigente do Caoa também destacou envolvimento dos vários atores, em especial a iniciativa privada. “O projeto vai ao encontro do que determina a Constituição Federal, que no artigo 225. Dispõe que todos têm o dever de promoção do meio ambiente ecologicamente equilibrado. Que acaba por trazer melhor qualidade de vida para todos e promover a dignidade da pessoa humana”, afirmou Marcelo Lemos.

Na primeira fase, serão atendidas 17 famílias do bairro Barbados, em Colatina, onde foi realizado o projeto piloto. A rede de voluntários também pretende atuar na pintura de outras residências de famílias que já receberam o título de propriedade pela regularização fundiária. Famílias também já estejam com a regularização em andamento. 

Confira as fotos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.