Cidades Polícia

Corpo de Bombeiros Militar alerta sobre afogamentos de crianças

Duas crianças vieram a óbito por afogamento, no sábado (12). Em Guarapari, a pequena Ana Clara se afogou em um balde com água. Em Vila Velha, a menina Isabella Ramos caiu em uma piscina e se afogou.

Redação Colatina em Ação – 16/10/2019

Diante dos ocorridos, reiteramos o alerta: para evitar afogamentos é imprescindível a vigilância constante. Não podemos tirar os olhos das crianças.

O caso de Guarapari, onde a criança veio a se afogar dentro de um balde, parece incomum, mas infelizmente é frequente, pois não é algo imaginado pelos adultos. Um balde com água aparentemente não oferece riscos, mas também é muito perigoso.

Não se deve deixar crianças pequenas com fácil acesso a locais com água. “Seja um vaso sanitário aberto, um balde com água, uma banheira, um tanque ou uma máquina de lavar com água. A criança acaba colocando um bando e se projetando para dentro”, destaca o tenente-coronel Carlos Wagner Borges, assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros Militar.

Para situações onde as crianças estiverem em piscinas, praias, rios, lagoas ou cachoeiras, entenda que o lazer é delas e não dos adultos. A função dos pais ou responsáveis é ficar o tempo todo atento à diversão dos pequenos. Mantenha a distância de no máximo um braço, vista as crianças com coletes de espuma (as boias de ar podem furar). Fique sempre de olho. Qualquer descuido é suficiente para que uma tragédia ocorra.

O Corpo de Bombeiros Militar oferece o curso “Uma Mãe Prevenida vale uma Vida”, que tem duração de duas horas onde são ensinadas técnicas para evitar diversos tipos de acidentes com crianças, como queimaduras, afogamentos, engasgos e outros acidentes domésticos. O curso é gratuito. Para solicitá-lo entre em contato pelo e-mail ascom@bombeiros.es.gov.br.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Corpo de Bombeiros Militar do ES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.