Cidades Política

Câmara conferiu a Comenda Senador Moacyr Dalla nesta segunda, 30

Redação Colatina em Ação – 01/10/2019

Moacyr Dalla Júnior receberá na sessão solene de hoje, 30 a Comenda Senador Moacyr Dalla. Foto> José Vicente Mendes

A Câmara dos Vereadores de Colatina conferiu na sessão desta segunda-feira, 30 a partir das 18h a Comenda Senador Moacyr Dalla, a maior honraria concedida a pessoas que contribuem para o aperfeiçoamento da sociedade social, política e econômica.

Moacirzinho herdou o nome do pai

O primeiro a receber medalha de um time de notáveis será Moacyr Dalla Júnior, 68 anos que além de filho do ilustre colatinense senador Moacyr Dalla, Moacirzinho herdou o nome do pai. Também serão agraciados na cerimônia, Domingo Riva, Pergentino de Vasconcelos, Alécio Sezana, Syro Tedoldi, o prefeito Sérgio Meneguelli, Alfeu Ribeiro entre outros.

O futuro comendador Moá Dalla se diz lisonjeado com a homenagem e promete discurso emocionado sobre a trajetória do homem público que levou o nome de Colatina além dos limites e fronteiras do Espírito Santo.

Justa homenagem

“É justa a homenagem que estão fazendo ao meu pai. Por ser a pessoa que sempre foi independe de política sempre foi colatinense, mais colatinense que conheci na minha vida. Fiz questão ser o primeiro a receber. O nome dele é o meu nome. Vou contar coisas que as pessoas jamais imaginava. Quando eu nasci e tive paralisia infantil, meu pai era motorista de caminhão e minha mãe costurava para fora. Esse cidadão chegou a presidente do Congresso Nacional”, destacou Moacirzinho.

Dalla, que tinha 80 anos quando foi vítima de um ataque fulminante do coração enquanto passava o fim de semana em sua casa de praia em Guarapari.

Dalla foi senador no período de 1979 a 1987 e o único capixaba a presidir o Congresso Nacional e a entrar na linha de sucessão presidencial.

Moacyr Dalla foi senador no período de 1979 a 1987

Antes de chegar ao Senado, o advogado cumpriu três mandatos como deputado estadual (de 1962 a 1974) e um como deputado federal (de 1975 a 1979). Ele também presidiu o Colégio Eleitoral que elegeu Tancredo Neves presidente da República em janeiro de 1985. Fonte: Nilo Tardin – Diário Digital Capixaba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.