Imagem de mattthewafflecat por Pixabay
Saúde

Colatina registra 23 casos de Coronavírus em 24 horas e 28 curados

Portal Colatina em Ação – 11/02/2021

Imagem de mattthewafflecat por Pixabay

A Secretaria Municipal de Saúde de Colatina, divulgou na tarde desta quinta-feira(11), Boletim COVID-19, foram confirmados mais 23 novos casos de coronavírus no município. O total de casos positivos em Colatina agora é de 14.149 pacientes infectados, desde o início da pandemia.

Dos casos confirmados com o vírus, 32 estão internados, 213 óbitos, 339 em isolamento domiciliar, 13.565 estão considerados curados. Total de casos notificados chega a 31.885, testes realizados 33.462.

Espirito Santo……..

Covid-19: Espírito Santo tem 24 óbitos em 24 horas; total chega a 6.093
No total, são 307.963 casos confirmados da doença desde o início da pandemia; sendo 1.534 contaminados de ontem para hoje.

O Espírito Santo chegou, nesta quinta-feira (11), a 6.093 mortes em decorrência do novo coronavírus registradas. No total, são 307.963 casos confirmados da doença desde o início da pandemia. As informações são do Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A ferramenta mostra que, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.534 novos casos e 24 óbitos.

Ao todo, 290.125 pessoas conseguiram vencer a batalha contra o coronavírus. A taxa de letalidade no estado se manteve em 2% e, até agora, 926.162 testes para detectar a doença já foram realizados em todo o estado.

Brasil ……..

Brasil registra 1.452 mortes por Covid em 24 horas e tem maior média móvel desde julho
País contabilizou 9.716.298 casos e 236.397 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Na última semana, foram em média 1.073 mortes por dia pela doença —maior marca desde 26 de julho.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quinta-feira (11).

O país registrou 1.452 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, a maior marca desde 29 de julho, chegando ao total de 236.397 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.073 —a maior registrada desde o dia 26 de julho. Já são 22 dias com essa média acima da marca de 1 mil. A variação foi de -1% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Esse é o terceiro maior registro de mortes em 24 horas desde o início da pandemia. Aparece atrás dos 1.470 óbitos registrados em 4 de junho, e das 1.554 mortes anotadas em 29 de julho — quando houve represamento de dados de SP devido à não divulgação do boletim estadual na véspera.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 9.716.298 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 53.993 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 45.504 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -13% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Seis estados estão com alta nas mortes: AC, PA, RR, TO, BA e MA.

Brasil, 11 de fevereiro
Total de mortes: 236.397
Registro de mortes em 24 horas: 1.452
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.073 (variação em 14 dias: +1%)
Total de casos confirmados: 9.716.298
Registro de casos confirmados em 24 horas: 53.993
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 45.504 por dia (variação em 14 dias: -13%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 235.185 mortes e 9.671.832 casos confirmados.)

Leia também ……

Conforme o Ministério da Saúde orienta as recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Ao tocar, lave então sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, assim como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e assim bem ventilados.
  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, afinal fique em casa.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.