Cidades

Devido ao feriado de sexta(28), a 2ª parcela do IPTU/TSU deverá ser quitada quinta(27) avisa PMC

Redação Colatina em Ação – 25/06/2019

A próxima sexta-feira, dia 28, é a data de vencimento da segunda parcela do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e TSU (Taxa de Serviços Urbanos) de 2019, para quem optou em pagar em duas ou em até oito vezes. Também é feriado municipal, do padroeiro da cidade, Sagrado Coração de Jesus. Diante disso, a Prefeitura está chamando a atenção do contribuinte colatinense para que ele fique atento sobre o pagamento dos tributos se não quiser pagar multa e outros encargos.

A opção do contribuinte que paga em dia, será efetuar o pagamento da segunda parcela (valores entre R$ 114,75 até R$ 229,50), nos bancos (Banco do Brasil, Banestes, Correios e casas lotéricas) até quinta-feira, dia 27. Para quem optou pagar em três vezes (R$ 229,51 até R$ 344,22), o vencimento será no dia 31 de julho; por quatro (R$ 344, 23 a R$ 458,96), em 30 de agosto; por cinco (R$ 458,97 até R$ 573,70), em 30 de setembro; por seis (R$ 573,71 até R$ 688,44), em 31 de outubro; por sete (R$ 688,45 até R$ 803), em 29 de novembro; e por oito (R$ 803,19 até R$ 917,92), em 27 de dezembro.

Quem pagou em cota única, no dia 31 de maio, conforme a situação, teve duas vantagens. A primeira, um desconto de 10%, concedido pelo Código Tributário, e a segunda, mais 15%, por adimplência (paga em dia nos últimos dois anos), de acordo com Artigo 1º da Lei Complementar nº 072/2013.

Segundo a Secretaria Municipal da Fazenda (Semfa), quem não recebeu os carnês em casa quando ele foi distribuído em maio, devido a algum problema de endereçamento postal (via Correios), pode ir à Prefeitura e procurar o Serviço de Atendimento ao Contribuinte (SAC) para pegar o boleto e efetuar o pagamento. Se preferir pode adquirir por e-mail (iptucolatina@gmail.com), a partir da informação do número de inscrição do Cadastro Imobiliário, ou pode retirar a segunda via na internet, no site da Prefeitura.

Importante o contribuinte saber que o pagamento dos tributos de 2019 não quita débitos dos anos anteriores, e que o não pagamento implicará na inclusão do seu nome na Dívida Ativa. Fonte: Comunicação Social da PMC

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.