Cidades Cultura

Instantes finais do vapor Juparanã

Por José Luiz Pizzol

Foto: Acervo

Instantes finais do vapor Juparanã, em Colatina, onde ficava ancorado, quando não fazia as viagens até Regência. Eram 4 ou 5 por mês, fazendo escalas fixas em Linhares e Povoação, e móveis, em diversas localidades do Baixo Rio Doce.

Navegou de 1927 a 1955 e podia acomodar até 300 passageiros (lotação máxima) em seus dois andares. Nessa foto, de 1960, já estava emborcado e pouco tempo depois, acabaria soterrado nos aterros que a cidade ganhou do rio nos anos 1970.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.