Cidades

BARRAGEM SOB RISCO PODE ATINGIR 10 MIL EM TRÊS CIDADES MINEIRAS


A mineradora Vale fez um estudo de impacto do rompimento da barragem Sul Superior, em Barão de Cocais (MG), apontando para a morte de moradores e “inundação generalizada de áreas rurais e urbanas”; a população que precisará ser retirada de casa ultrapassa 10 mil pessoas, sendo cerca de 6 mil em Barão de Cocais e em mais duas cidades

A mineradora Vale fez um estudo de impacto do rompimento da barragem Sul Superior, em Barão de Cocais (a 93 km de Belo Horizonte), apontando para a morte de moradores e “inundação generalizada de áreas rurais e urbanas”. A população que precisará ser retirada de casa para não ser levada pela lama ultrapassa 10 mil pessoas, sendo cerca de 6 mil em Barão de Cocais, 2,4 mil em São Gonçalo do Rio Abaixo e 1,7 mil em Santa Bárbara.

O total de moradores nos três municípios é de aproximadamente 73,8 mil pessoas, sendo 32 mil em Barão de Cocais, 31 mil em Santa Bárbara e 10,8 mil em São Gonçalo do Rio Abaixo. As três cidades já passaram por simulados de evacuação.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, “em Barão de Cocais, o meio-fio de algumas ruas foi pintado de laranja para indicar que será invadido pelo rejeito da Vale. Há pinturas em nove bairros, incluindo o centro e a avenida principal da cidade. O foco são áreas mais baixas, adjacentes ou às margens do Rio São João, que corta o município”.

Minas já sofreu os efeitos devastadores do rompimento de uma barragem da Vale em janeiro no município de Brumadinho, na região metropolitana. Mais de 200 pessoas morreram, sendo a maior catástrofe ambiental da história do País. Em 2015, a cidade de Mariana, região central do estado, também teve uma barragem rompida, que deixou 19 mortos.

Fonte: Site Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.