Cidades

Nota de repúdio e um convite da comunidade de Alto Liberdade em Marilândia

Divulgamos a seguir uma nota de repúdio e também um convite da Comunidade de Alto Liberdade em Marilândia:

“Mais uma vez diversas pessoas picharam as construções no Cruzeiro de Alto Liberdade – Marilândia/ES. Infelizmente sempre haverá pessoas dotadas de pouca educação, que por motivos desconhecidos, gostam de escrever seus nomes em lugares que não fazem o menor sentido e que não pensam o quão difícil são as obras realizadas neste local. Em virtude dos fatos, a Comunidade de Alto Liberdade e a equipe do Cruzeiro convidam todos para ajudarem na limpeza que se realizará nos dia 27/04/2019, essa efetuada todos os anos alguns dias antes da tradicional Celebração.

“Repudiamos veementemente essas atitudes, sendo que na subida encontram-se placas informando que esse lugar trata-se de um ambiente religioso, desde sua descoberta até a atualidade é um lugar de peregrinação. Enfatizamos que no Brasil, a pichação e o grafite quando executado em patrimônio cultural, monumentos urbanos e rurais, sejam públicos ou privados são considerados vandalismo e crime ambiental, nos termos do artigo 65, da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais).”

Vandalismo, pichação no Cruzeiro em Alto Liberdade Marilândia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.